em-vindo ao AlfonsoHerrera.org, seu melhor recurso sobre o ator mexicano conhecido por Hernando na série da Netflix Sense8 ou como Padre Tomás Ortega na série da FOX O Exorcista, ou graças à telenovela Rebelde, onde, como Miguel Arango ele recebeu grande reconhecimento em todo o mundo.
Projeto Mais Recente

Sociedade dos Poetas Mortos
Alfonso é John Keating
(Teatro Libanés, Cidade do México)
  Raquel   julho 23, 2016   2 views

O ator mexicano foi convidado para a Comic-Con de San Diego 2016 para falar do seu personagem na série de TV que revive um dos clássicos do cinema de terror.

Alfonso Herrera deixou seus medos de lado para colocar os sapatos e a batina de sacerdote, mas de um não muito comum, e sim daquele que enfrenta os espíritos malignos de uma afamada história.

O ator mexicano recriou o clérigo Tomás Ortega, que dará uma nova perspectiva à novela de 1971 escrita pelo estadunidense William Peter Blatty, a mesma que teve sua aterradora versão cinematográfica em 1973 protagonizada por Linda Blair: O exorcista (The Exorcist).

O relato de um caso de possessão satânica é retomado pelo ex RBD desde o ponto de vista do religioso, é uma nova série televisiva que em breve chegará às telinhas.

Eu me sinto muito contente por encontrar projetos como esse thriller psicológico, pois aqueles que me convidaram para participar sentiram que eu poderia contribuir com alguma coisa, e isso sempre se agradece”.

Encontrar conteúdos e roteiros com estruturas incríveis, assim como personagens perfeitamente definidos, faz as coisas serem mais fáceis, independentemente de qual seja o gênero”.

Acho que existem energias: a luz e a escuridão; que é uma realidade que gera um equilíbrio. Essa batalha entre o bem e o mal existe desde o princípio dos tempos e resultou em diferentes conteúdos como o cinema e a televisão. É uma dualidade natural que está presente“, expressou Herrera através de entrevista telefônica.

Para falar da produção que estreia nos Estados Unidos dia 23 de setembro pelo canal FOX, o ator viajou para a Convención Internacional de Cómics de San Diego 2016, conhecida como Comic-Con.

Antes dessa colaboração, o também protagonista de séries como Sense8 (de 2015, escrita e produzida pelas irmãs Wachowski e J. Michael Straczynski) e El Dandy (2015), na qual compartilhou créditos com Damián Alcázar e Itahisa Machado, expressou para a Excélsior o processo de El exorcista, série na qual compartilhou créditos com as estadunidenses Camille Guaty e Geena Davis, assim como o inglês Ben Daniels.

É a primeira vez que vou à Comic-Con, mas já havia ido na sua edição no Brasil. Estou emocionado como fã por ir e ver esta convenção e, em segundo lugar, por levar um projeto tão importante, que gerou muita expectativa”.

Com relação ao trabalho com meus companheiros, foi muito positivo. Geena Davis (ganhadora do Oscar 1988 como Melhor Atriz Coadjuvante por O turista acidental, e protagonista de filmes como A mosca e Beetlejuice), é uma atriz muito generosa, ícone do cinema mundial e norte-americano”.

Foi um prazer trabalhar com ela. Ben Daniels foi muito divertido, conseguimos uma energia agradável no set, ríamos muito, ele gosta de se divertir e isso faz com que as coisas fluam”, detalhou durante a conversa.

No início das filmagens, Herrera achou que a locação iria ter um ambiente denso por conta da temática da história. Entretanto, isso não aconteceu.

Achei que seria uma atmosfera obscura, mas não, foi tudo ao contrário. Era muito amigável, todos passamos um bom período e foi uma experiência positiva trabalhar nesse projeto“. lembrou.

Para o ator que completará a idade de Cristo, 33 anos, dia 28 de agosto, El exorcista, história na qual, paradoxalmente, existe uma luta contra os demônios, representa uma possibilidade para continuar aprendendo e explorando sua faceta de ator, assim como um crescimento profissional e pessoal.

Quando você pensa que já sabe tudo é quando isso acaba. O importante é seguir colocando metas pessoais e seguir aprendendo“.

Eu me coloquei a trabalhar e tratei de decidir prioridades. Me dediquei ao que eu gosto, nada mais“, afirmou.

Desde o seu ponto de vista, a série dirigida por Rupert Wyatt com roteiro de Jeremy Slater, teve um traço muito claro do sacerdote, por isso seu trabalho como ator foi mais simples.

Desmembrar o personagem foi muito divertido, mas antes foi um trabalho de equipe”.

“Fizemos mesas prévias para conversar. Antes disso, eu estava na leitura da segunda temporada de Sense8 e então falaram comigo sobre El exorcista. Então construí entre aviões e hotéis para depois concretizar com a equipe”. 

Sobre o sacerdote Tomás, apontou:

Não tem nada a ver comigo. Grande parte da hipótese dessa produção é como todas as pessoas têm demônios para exorcizar: medos ou situações”.

Isso é o que vai enfrentar o personagem nessa primeira temporada”, esclareceu o ex integrante do extinto grupo pop RBD (2004-2008).

Mesmo que a história seja baseada no filme e na novela, o caminho tem outro rumo.

Nos posiciona em uma atmosfera bem parecida, levando em conta que o filme aconteceu há 43 anos”.

Entretanto, há pontos interessantes com relação ao filme. Na série conseguimos uma qualidade cinematográfica espetacular de Rupert e fotográfica de Alex Disenhof”, revelou.

Alfonso Herrera que irá estrear na Espanha, dia 2 de setembro, o filme dirigido por Antonio Chavarrías, El elegido, no qual protagoniza o agente espanhol Ramón Mercader, o assassino do revolucionário russo León Trotski (1879-1940), está a par do que acontece no mundo e no seu país natal, México, e por isso participa de campanhas de comunicação como a realizada a favor da ajuda humanitária solicitada pela ONU para os Refugiados, entre outras.

Ter a possibilidade de utilizar um microfone te traz responsabilidade. Então você tem a oportunidade de dizer algo que valha a pena, indo além de com quem você anda ou que roupa você veste”, concluiu o ator, que vive um dos seus melhores momentos.

Créditos: Excélsior

  Raquel   julho 21, 2016   1 views

Quando chega caminhando, Alfonso Herrera parece relaxado, tranquilo, não é o mesmo jovem que em 2004 enlouquecia a multidão e causava descontrole entre os fãs de Rebelde, a novela que o lançou para a fama. Nativo da Cidade do México, me cumprimenta de maneira gentil e sorridente,  não se percebe mais o cansaço ou o estresse que tinha quando o entrevistei pela primeira vez numa época em que  gravava uma novela, uma série e saia em turnê ao mesmo tempo. Agora, uma década de sucessos e aprendizagens depois, sua atitude e maturidade, são outras.

Alfonso podia ter feito quase qualquer coisa depois da fama que alcançou como parte do grupo juvenil e que o levou a percorrer vários cantos do planeta, mas decidiu se focar no cinema aparecendo em projetos como Volverte a Ver, Venezzia y Así es la Suerte, além de várias séries para a televisão.

Agora nos encontramos para conversar sobre seu mais recente, e eu diria, ambicioso projeto: El Elegido, trama onde Alfonso dá vida a Ramón Mercader, o famoso assassino de León Trotsky.

No filme, o ator encarna com elegância e segurança o indivíduo espanhol que se fez passar pelo belga Jacques Mornard e viajou ao México para ganhar a confiança do círculo próximo ao revolucionário russo. Por ele, a história tem lugar nos anos quarenta em diferentes cidades da Europa e na Cidade do México, iniciamos nossa conversa questionando se ele sentiu medo pelo tamanho do projeto.

“Havia muita pressão, porque obviamente queria fazê-lo bem e tinha pouco tempo de preparação, estava terminando uma série e tinha o tempo apertado para um personagem que demandava muita preparação, pelos acentos e pela pesquisa histórica. Ramón sim me tirou as forças, mas aproveitei bastante”, respondeu sorridente.

Interpretar um militante comunista espanhol e um membro do NKVD (Comissariado do Povo dos Assuntos Internos) necessitava muito estudo, e também realizar muitas leituras, o mexicanos teve aulas com um coach para trabalhar um acento espanhol e para falar francês.

“Antonio (Chavarrías), o diretor, queria fazer esse filme tem uns 7 anos, por isso tinha uma quantidade enorme de informações, não tive que ir muito longe para encontrar as respostas. Tinha documentários, fotos e muitas notícias, até de Lecumberri. Obviamente tudo isso nos ajudou a nutrir o filme e o personagem”.

Na vida real, e como é retratado no filme, Mercader teve que infiltrar-se no círculo próximo de Trotsky, além de ganhar a simpatia de uma secretária: Sylvia Ageloff (interpretada por Hannah Murrar, ‘Gilly’ de Game of Thrones), com que começou um relação amorosa. Está situação gera muita confusão no personagem, porque mesmo que esteja seguindo instruções precisas e que vem de Stalín, no nível humano ele experimenta sentimentos, dúvidas.

“A ideologia política de Ramón foi dada por sua mãe desde o berço, mas conforme ele vai se envolvendo e vai conhecendo a comitiva de Trotsky, obviamente começa a duvidar sobre o que é verdadeiramente importante e se os ideias expostos por sua mãe são os que ele deveria seguir”.

“Diferente de sua mãe, Sylvia é uma mulher que quer ele, que o procura e que cuida de seu lado humano, isso também o faz duvidar. O amor de sua mãe estava condicionado ao enaltação dos ideais da União Soviética, e o de Sylvia é um amor sem interesses”, diz o ator. 

Umas das ideias principais promovidas por Trotsky foi a Revolução Permanente (publicada em 1930), de modo que o ator concorda que o ideias eram “lutas” que se devem livrar-se todos os dias, e que começa em cada um.

“Acredito que muitas vezes se fala dos movimentos de massa ou movimentos sociais, o que não duvido ser relevante, mas a mudança mais importante deveria vir de nós mesmo. A mudança tem a ver com o que você faz no seu dia – a – dia, quando muda e faz as coisas com consciência, isso pode impactar a uma, duas ou mais pessoas ao seu redor e então isso pode se converter em um movimento de grande escala. A revolução tem que partir de nós”.

Sem dúvidas, um dos projetos que mais tem “revolucionado” a carreira do ator é Sense8, série focada em oito desconhecidos de diferentes partes do mundo que se descobrem conectados mental e emocionalmente, criada por J. Michael Straczynski e as irmãs Wachowski.

Herrera dá vida a Hernando, o par de um dos protagonistas: Lito (Miguel Ángel Silvestre), e embora sua participação seja secundária, suas cenas sexuais com Silvestre tem causado todo tipo de controvérsia nas redes sociais.

Com o contexto político e social em que vivemos, e depois dos atentados vividos em uma boate gay em Orlando em Junho, questionei a Poncho se ele se considera que esses tipos de projetos (que mostrem personagens de diferentes nacionalidades, crenças e preferências sexuais), podem contribuir para uma sociedade mais tolerante.

“O objetivo desta série é esse, que qualquer que seja a cor da sua pele, sua nacionalidade ou sua preferência sexual, o mais importante é o respeito e o amor. Quando todos começarmos a entender que existem mais coisas que nos unem e deixemos de inventar coisas que nos separa, também deixar de colocar muros entre nós, as coisas vão ser mais fáceis. Isso é o que querem mostrar Lana, Lilly e JMS, e estão fazendo isso muito bem”.

A filmagem da segunda temporada de Sense8 terminou em abril e incluiu locações como Chicago, Berlim, California, a celebração do 20ª Parada do Orgulho Gay em São Paulo e a Cidade do México, cidade natal de Poncho.

“Filmar a segunda temporada foi uma experiência incrível, reunimos toda a equipe e também poder receber eles novamente no México.. Outra vez os levei para explorar diferentes lugares”. Após participações em séries como Terminales, El Equipo, Sense8 e em breve outro grande projeto: O Exorcista, o ator vem encontrando na televisão não só uma nova janela para mostrar seu trabalho, como um meio para seguir revolucionando ideias.

“Hoje em dia, como dizia, estamos vivendo uma etapa de mudanças, e acredito que a Netflix veio para transformar a maneira em que vemos televisão e não só pelo tipo de plataforma, mas como os conteúdos. Fazer parte de um projeto tão inovador, que te permite ver os filmes ou séries aonde queira, e no meu caso, estar em uma historia tão revolucionárias com diretores tão vanguardistas… é um verdadeiro privilégio”.

O anfitrião perfeito

El Elegido foi filmado em Barcelona e na Cidade do México, em lugares como Coyoacán, Xochimilco e o Centro Histórico. Alfonso Herrera aceitou fazer esse filme logo após conversar com o diretor Antonio Chavarrías em um jantar e de fazer alguns testes. Durante a filmagem no Mexico, Poncho se tornou o anfitrião e levou seus companheiros as pirâmides de Teotihuacán, também, conta que Hannah Murray ficou apaixonada pelos “escamoles”.

 

  Raquel   julho 17, 2016   4 views

Esta é a primeira parte da entrevista com Alfonso Herrera feita por “La Caja de Música“, onde podemos ver o ator mexicano falar sobre a série dirigida pelas irmãs Wachowski, Sense8, e contando o que vem pela frente na segunda temporada para Hernando, seu personagem.

Prints:

  Raquel   julho 07, 2016   19 views

Adicionamos muitos photoshoots exclusivos de Alfonso Herrera na nossa galería de fotos, entre na página para ver as melhores imagens do seu ator preferido.

HQHQHQHQHQHQHQHQHQ

  Raquel   julho 06, 2016   4 views

Alfonso virou o ator mais invejado por conta das cenas que divide com Miguel Ángel Silvestre em Sense8. Conversamos com Poncho Herrera durante sua visita a Madrid para divulgar o filme El Elegido, que estreia dia 2 de setembro.

Vamos ao ponto. Como é o beijo de Miguel Ángel Silvestre?

(Risos). A única coisa que eu posso te dizer é que a dinâmica que nós criamos no set foi muito positiva. E não só com Miguel Ángel, mas também com Eréndira Ibarra, a outra parte do trio. Houve muitas opiniões a respeito disso, nos questionaram muito, mas eu prefiro pensar que cumprimos nosso objetivo.

A primeira temporada estava cheia de cenas quentes…

Pois se a primeira foi polêmica, com a segunda esperem para ver…

Você acha que os seus personagens romperam esteriótipos?

São histórias humanas. Tanto faz qual é o seu gênero, identidade sexual ou profissão. No final, o único que importa é que estamos todos interconectados. Se entendermos isso, nossa vida será muito mais fácil.

Você visitou Madrid coincidindo com a celebração do Orgulho Gay e você sabe que se converteu em um ícone… Você vai sair pelas ruas?

Eu não sabia que se celebraria nesse final de semana! Que coisa boa!

Miguel Ángel também está na Espanha. Você o encontrou?

Não foi possível. Eu falei com ele, mas ele me disse que está gravando Velvet em Toledo.

Você começou sua carreira nas novelas. Você voltaria?

Claro que sim. Sempre e quando me ofereçam uma boa história. Inclusive, nas ruas ainda me reconhecem por conta de Rebelde.

Você não renega o gênero?

Claro que não! Eu sempre vou estar agradecido. Não poderia dar patadas em algo que me deu o que comer por tanto tempo.

Você gostaria de trabalhar na Espanha? Assiste alguma série?

Sim, eu assisti El tiempo entre costuras e adorei. Além disso, os atores espanhóis são muito divertidos.

Você acabou de gravar o capítulo piloto da série El exorcista, nada menos que com Geena Davis.

É uma atriz incrível, muito generosa, um ícone do cinema dos Estados Unidos. Eu achava que o ambiente das filmagens ia ser bem obscuro e denso, mas foi incrível.

Você interpreta qual personagem?

O padre Tomás Ortega, um sacerdote com habilidade com as pessoas, grande orador, mas com muito ego. Por enquanto só gravamos o primeiro episódio, mas vou voltar para Chicago dia 2 de agosto para gravar os 9 que faltam.

E em El elegido, onde você interpreta Ramón Mercader, você trabalhou com Hannah Murray de Game of Thrones. Ela te deu algum spoiler? 

Eu acho que sou o único que não assiste a série! (risos). Minha mulher é que estava morta de inveja.

 

Créditos: Teleprograma

  Raquel   julho 05, 2016   8 views

Na sexta-feira passada, 1 de julho, saiu a entrevista com Alfonso Herrera no programa de rádio espanhol “Vodafone Yu” de “Los 40 España”, onde pudemos assistir uma entrevista divertida e diversa sobre a carreira de Poncho, incluindo sua próxima estreia, El Elegido, que ocorrerá dia 2 de setembro. Aproveite a entrevista e ative as legendas se você sentir necessidade:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=fCVnbnb1RvI?rel=0&hl=pt&cc_lang_pref=pt&cc_load_policy=1]